SOMOS MESMO O PAÍS DO FUTEBOL?

Olá apaixonados pelo esporte Bretão!

Acompanhei uma matéria durante minhas férias sobre às médias de publicos Mundial em 2011 no futebol, e constatei que nos 100 primeiros clubes do Mundo temos apenas 3 times brasileiros (Santa Cruz em 39°, Corinthians 65° e Bahia 100°), desses citados o clube Pernambucano disputou a série D do campeonato nacional e teve 36.916 de média no Arruda.

Com isso fiquei pensando será que somos mesmo o país do Futebol? no site da Placar constatei que em 2011 a 2° Divisão Inglesa teve maior público na temporada do que a nossa Série A são 17.899 pagantes em média, em 2011 o Brasileirão teve média de público de 14.897 pagantes e 2012 até à 37° rodada são 12.981 pagantes. E ai eu fiquei pensando que aqui se vende que o brasileiro é apaixonado por futebol, e no Ranking do ano passado ficou apenas em 13° no ranking Mundial em média de torcedores nos estádios.

Tabela extraída do site da Placar

O primeiro lugar ficou com a Bundesliga da Alemanha com 45.083 pagantes e o 2° com a Premier League da Inglaterra com 34.604 pagantes. Então a Alemanha é o país do Futebol? Ficamos atrás de países menos tradicionais do futebol mundial como México (4°), EUA (6°) e China (10°), sem contar o Japão que aprecia o futebol a menos de 4 décadas e teve sua paixão aumentada com a passagem do Zico como jogador e treinar, e hoje ocupa a 12° colocação do Ranking Mundial.

Ai ME PERGUNTO, porque o país que é o maior campeão MundiaL com cinco títulos, o único que participou de todas as Copas do Mundo até hoje, um lugar onde os craque brotam da “Terra Fértil” definida por Pero Vaz de Caminha, tem apenas a 13° média de Público pagantes do futebol Mundial? O que será que afasta os torcedores dessa terra sagrada das Arenas já que esse é um dos maiores campeonatos Nacionais com no mínimo 12 grandes clubes disputando?

Torcida do Borussia Dortmund teve média de 80.552 pagantes em seu estádio e 100% de ocupação média

Os Europeus com seu ar arrogante não vê assim já que nem acompanham o Futebol Sulamericano e para eles os campeonatos mais importantes é a Liga dos Campeões e os Campeonatos Nacionais, Mundial no Japão é um Bônus definiu um torcedor do Chelsea no Globoesporte.com. Mas eles exportam nossa matéria prima de deixa suas competições recheadas de craques nascidos aqui.

Mas em qualquer lugar do mundo que você vai o Brasil é sinônimo de Futebol e Samba, e a média de público não passa apenas dos míseros 12.981 pagantes em 2012. Tudo bem que os Mineiros e Cariocas poderão reclamar que nesse ano Mineirão e Maracanã fizeram falta já que Fluminense e Atlético brigaram pelo título, e essas gigantes Arenas teriams impulsinado a média do público. Mesmo assim seria muita baixa como a de 2009 que teve o Flamengo campeão utilizando o templo do futebol Carioca, com uma média de publico de 17.461 pagantes por jogo. Não iríamos superar a China que teve em 2011 17.675 pagantes.

Torcida do Santa Cruz deu show mesmo na série D, com 36.916 pagantes

O torcedor brasileiro se afasta do futebol por diversos motivos e os principais são as condições de nossos estádios, o preço do ingresso que não condiz com o serviço, o horário dos jogos quando são no meio de semana que inicia após as 22hrs, o calendário não adequado ao Mundial e sem paralisações em datas FIFA, o transporte até os estádio são precários com poucas arenas que tenham Metrô e Trem do lado, a violência e a impunidade dos agressores e a principal que é a CBF que não liga para o campeonato Nacional e da de ombros para os torcedores que ainda buscam acompanhar seu time do coração.

A Bundesliga cresceu após a Copa de 2006 e fez proveito dos estádios construídos para competição, aqui teremos muitos elefantes Brancos que não serão aproveitados após a Copa. A Major League Soccer (EUA) já está em 6° colocada com média de 18.700 pagantes, e os americanos sempre menosprezaram o futebol buscando dar importância para Liga de Futebol Americano e NBA.

O Brasil não cresce, mesmo depois de mudar a fórmula do Brasileirão para pontos corridos e tendo nos três últimos anos tirando 2012, os finais de competição mais emocionante em 2009, 2010 e 2011. A CBF acaba com o nosso futebol como deteriora a nossa Seleção que serve apenas para amistosos milionários, e quem esperava que com a saída de Ricardo Teixeira teríamos uma administração profissional, vê em Marin uma ditadura que lembra aquela Militar que tivemos no Brasil e fez o atual presidente da CBF ser Governador do Estado de São Paulo.

É precisamos mudar e logo.

Sobre Adriano Barbosa

Brasileiro, casado, pai de 2 filhos, formado em Administração de Empresas, Analista de Pessoal numa empresa do ramo de Cultivo de cana-de-açucar
Galeria | Esse post foi publicado em BRASILEIRÃO, FUTEBOL CARIOCA, FUTEBOL GAÚCHO, FUTEBOL MINEIRO, FUTEBOL PAULISTA, FUTEBOL PERNAMBUCANO, FUTEBOL SULAMERICANO, MUNDIAL FIFA, NOTÍCIA, NOTÍCIAS ESPORTIVAS, SÉRIE A, SÉRIE B, SÉRIE C, SELEÇÃO BRASILEIRA e marcado , , , . Guardar link permanente.

8 respostas para SOMOS MESMO O PAÍS DO FUTEBOL?

  1. mauroaugustojunior disse:

    SAO VARIOS FATORES,ACHO QUE A VIOLENCIA E’ A PRINCIPAL DELAS,POR QUE EM LIBERTADORES A MEDIA E’ BEM MAIOR ,POIS SAO DE TORCIDA PRATICAMENTE UNICA,VEJA AS MEDIAS DO SAO PAULO,CORINTHIANS,CRUZEIRO,INTER …ETC NO BRASILEIRAO ALGUMAS TORCIDAS SO VAO NA RETA FINAL,VEJAM O FLU SO ENCHEU O ESTADIO COM O TITULO GANHO,DIZEM QUE O ENGENHAO E’ DURO PRA CHEGAR NAO SEI.POIS NO MARACANA A TORCIDA DO FLU COMPARECE,EXISTEM TORCIDAS FANATICAS,SANTA CRUZ,BAHIA,GALO ETC…TIMES CARENTES DE TITULOS ,JA PENSOU SE O MINEIRAO ESTIVESSE ABERTO ESTE ANO PODE CONTAR QUE ERAM MAIS DE 50 MIL TODO JOGO…..NA EUROPA MUITOS SAO SOCIOS ,LA NAO TEM NEM DIVISAO ENTRE O CAMPO E A TORCIDA…AQUI VAI DEMORAR PRA ACONTECER ISSO …ACHO ATE QUE OS ESTADIOS DA COPA DEVERIAM FICAR FECHADOS PARA TAL, SE NAO VAMOS TER OUTRA REFORMA PERTO DO MUNDIAL………..FALTA DE CULTURA!!!!POR AQUI IRAO INAUGURAR O MINEIRAO COM CLASSICO ,EU NAO FARIA ISTO DE JEITO NENHUM……..DESCULPE TER MISTURADO O ASSUNTO!!!

  2. kirk siqueira disse:

    Amigo Adriano,vc postou muito bem os varios motivos que colaboram pra esta lastimavel realidade,não podemos esquecer da GLOBO,que tem interesse direto no esvaziamento dos estadios,pois assim os clubes ficam cada vez mais dependente das cotas,por ela paga,e vejam, a plimplim,repassa uma merreca aos clubes,com exceções do timão,urubu,sampa,vasco e santos,se não me engano nesta ordem,,,pegam uma grana razoavel…

  3. Fernando Vieira disse:

    Acho que somos o país nas novelas e aqueles ritmos chatos que nem sei o nome! A Globo está esvaziando os estádios! Isso prova que os torcedores dão mais valor a Libertadores (se o Palmeiras ganha a Libertadores, quem vai se importar com a série B!? – este ano a série B teve muito mais emoção que a série A). Apesar de tudo, a maior emoção do fim de ano, sem sombra de dúvida, é a Loteca acumulada, está melhor que a série A, alguém duvida!?

  4. WAGNAO CORINTHIANAO DO ABC disse:

    PAZ DE CRISTO AMIGOS : BUNDESLIGA ;TOTAL SEGURANÇA DENTRO E FORA DOS ESTADIOS ,PAIS COM LEIS SERIAS E SEVERAS,ESTADIOS GRANDES BONITOS E LUXUOSOS
    TRANSPORTE PUBLICO DE QUALIDADE ,PACOTES DE INGRESSOS ACESSIVEIS DENTRO DA REALIDADE ,ENTRETENIMENTO TOTAL DENTRO DA PRAÇA ESPORTIVA ,COM DIVERSAS OPÇOES ,LOJAS,FAST FOODS,LOJAS DOS CLUBES,SORTEIOS DE BRINDES …..ETC ETC…
    ETC……..ETC………ETC……………………………………………………………….ETC…………………….
    NUMA BOA DINAMICA CONSEQUENTEMENTE ,ATRATIVOS INCONTESTAVEIS PARA O POVO
    EM GERAL E A MIDIA DIVULGADORA DESTES BENEFICIOS hehe .
    BRASILEIRAO :TOTAL INSEGURANÇA DENTRO E FORA DOS ESTADIOS ,E O PIOR DETALHE A POLICIA BETE EM QUAQUER UM QUANDO NAO PEGA O INFRATOR hehe,
    MORAMOS EM UMA terra SEM LEIS SERIAS ,ESTADIOS PEQUENOS ,FEIOS E SEM CONFORTO
    ALGUM,TRANSPORTE PUBLICO SEM QUALIDADE,INGRESSOS CARISSIMOS SE COMPARADO COM O SALARIO MINIMO ,NENHUM ENTRETENIMENTO DENTRO DAS PRAÇAS ESPORTIVAS
    EXCETO O JOGO QUE AINDA PODE SER RUIM,……………..CONSEQUENTEMENTE ASSIM
    NAO ESTAMOS ENTRE AS MELHORES MEDIAS DE PUBLICO .
    MAS SOMOS OS MAIS APAIXONADOS SIM ,PQ COM TODOS ESTES DEMERITOS ,AINDA
    PRESTIGIAMOS ALGO ,INDIGNO DE QUALQUER PRESTIGIO ……

  5. WAGNAO CORINTHIANAO DO ABC disse:

    DETALHE ;A POLICIA TE BATE rsrsrs

  6. WAGNAO CORINTHIANAO DO ABC disse:

    MEDIA DE PUBLICO NO BRASIL ;12.981 AINDA E´ALTISSIMA ,COM ESTAS CONDIÇOES QUE
    TEMOS ,LA´FORA NAO PODERIA NEM SER ORGANIZADO UM CAMPEONATO ,COM CONDIÇOES IGUAIS AS QUE TEMOS..he he …

  7. JUMENTONE disse:

    Para atrair os torcedores aos estádios, é preciso que se institua, no brasileirão, o sistema de “mata-mata”. Porém, faz-se necessário frisar que existem algumas regras básicas, que devem ser seguidas à risca, para que o sistema de “mata-mata” seja justo. Se elas não forem cumpridas, o citado sistema não funcionará.
    Ei-las:
    REGRA nº 1 — Não se faz um campeonato com “mata-mata” partindo, na primeira fase, de um único grupo. Esse negócio dos 20 times jogarem entre si, com jogos só de ida, para se escolher os 8 melhores colocados não funciona. Não fica justo. Observem os campeonatos que tiveram essa fórmula (aquele em que o Santos de Diego e Robinho foi campeão pela primeira vez, por exemplo) e verão que tenho razão.
    REGRA Nº 2 — Qualquer campeonato que tenha “mata-mata” deverá partir, na primeira fase, de dois ou mais grupos. Como a Copa do Mundo, por exemplo. Ou seja, os times não podem se enfrentar na primeira fase, pois isso tiraria todo o suspense e a plena coerência da competição.
    REGRA Nº 3 — Não se inicia jogos de “mata-mata” com os times zerados, ou nivelados por baixo, como se jamais tivessem disputado a primeira fase. Não fica justo. Para o “mata-mata”, tem que se levar em consideração as campanhas dos times na primeira fase ou nas fases anteriores. Isso é algo lógico e coerente.
    REGRA Nº 4 — No “mata-mata”, não se decide classificação nem título (e muito menos título!) por meio de prorrogação ou disputa de pênaltis. Isso é ridículo, absurdo e incoerente. Loteria dos pênaltis??? Horrível! Nem pensar! Raciocinem! O pênalti foi inventado para ser batido durante os 90 minutos (como punição por falta dentro da área) e apenas isso. A única regra que fica justa, no “mata-mata”, é o time de melhor campanha jogar pelo empate ou por dois resultados iguais e com a segunda partida em casa. Isso deveria ser aplicado inclusive na Copa do Mundo. Caso as regras não sejam modificadas, as seleções inferiores tecnicamente ou os times inferiores sempre irão entrar retrancados (com 8 ou mais jogadores atrás) nesses campeonatos patéticos, querendo vencer na sorte. E um dia vão conquistar realmente os títulos. Vão mesmo! Na verdade, muitos já conquistaram, por incrível que possa parecer. Só falta uma seleção inferior conquistar a Copa do Mundo! Claro! Para isso, basta que uma seleção empate suas partidas nos “mata-mata” e vá vencendo na loteria dos pênaltis. Já pensou? Uma seleção conquistar uma Copa do Mundo sem ter vencido uma partida sequer, nos 90 minutos? Com o regulamento atual, isso é possível, sim. Não somente para a Copa do Mundo como para a Libertadores, Liga dos Campeões e demais torneios espalhados pelo mundo. Vou citar cinco exemplos. 1) Certa vez a seleção do Paraguai chegou à final da Copa América sem ter vencido uma partida sequer, nos 90 minutos! Isso mesmo! Parece absurdo, mas aconteceu! O Paraguai, que vinha de vários empates, deu sorte contra o Brasil, jogou retrancado (com o patético regulamento debaixo do braço), teve a sorte de nos vencer nos pênaltis e avançou, injustamente, para a final. Ainda bem que perdeu a final para o Uruguai por 3×0, tal a disparidade técnica entre as duas equipes. 2) Na Copa do Mundo de 2002, a seleção da Coreia do Sul, após ter vencido a Itália na prorrogação (num jogo polêmico), empatou com a Espanha e a venceu na decisão dos pênaltis. Na verdade, quem deveria ter avançado era a Espanha, por ter, das duas, a melhor campanha. 3) O Once Caldas se sagrou campeão da Libertadores de 2004, ao vencer, na sorte da loteria dos pênaltis, do Barcelona, do Equador, e do Boca Juniors. Quem deveria ter sido o campeão era o Boca, claro. 4) O Chelsea, com um time médio, foi campeão da Liga dos Campeões de 2011/2012, ao empatar com o Bayern de Munique em 1×1. Adivinhem quem tinha a melhor campanha? O Bayern. 5) E, por fim, temos o Botafogo, vice-campeão do Carioca de 2009, que empatou duas vezes e perdeu nos pênaltis para o Flamengo. O Botafogo teve a melhor campanha, mas ficou apenas em segundo lugar. Injustamente. E existem muitos mais casos aberrantes por aí. Muitos! Vocês não tem ideia do quanto!
    REGRA Nº 5 — Em qualquer fase do “mata-mata”, para se definir a campanha dos times, é necessário que se some todos os pontos obtidos por esses times, nas fase anteriores. Se fôssemos analisar a campanha da Espanha na Copa do Mundo de 2010, por exemplo, bastaria somar os pontos obtidos por eles na primeira fase, nas oitavas-de-final, nas quartas-de-final e semifinal. Idem para a Holanda, o outro finalista. Nesse caso, uma delas teria que jogar pelo empate. Caberia à outra partir para cima, para ganhar nos 90 minutos. Qual a consequência disso? Teríamos um jogo mais aberto, mais aguerrido, e não o jogo chato e embolado que vimos, com as duas seleções trancadas, com medo de levar gol.
    REGRA Nº 6 — Não se define formação de jogos de “mata-mata” por meio de sorteio, como ocorre atualmente na Liga dos Campeões. Por incrível que pareça, assim que acaba a fase de grupos, eles pegam uns potes feiosos e sorteiam os times, para definir os jogos do “mata-mata”. Potes? Meu Deus! Isso é patético e absurdo! É como se outro campeonato tivesse início (a partir daí) e a campanha dos times na primeira fase não valesse nada. Como é que eles aceitam isso?!? Como??? E, pra piorar, a final da Liga é definida em apenas um jogo. Um jogo! Horripilante e patético! Uma grande falta de respeito com o torcedor, que deixa de ver seu time jogando em casa. É o regulamento mais esdrúxulo e injusto que já vi.
    REGRA Nº 7 — Não se deve utilizar o tal de “gol marcado fora de casa” como critério de desempate. Nossa! É outro troço patético e absurdo! Desculpe-me pela expressão, mas considero incompetente o sujeito (ou equipe) que inventou um negócio desses. E mais incompetente ainda quem aceitou! Citando apenas um exemplo, certa vez vi o Grêmio ser campeão gaúcho com esse critério (empatou em 0x0 no Olímpico e 1×1 no Beira-rio), quando, na verdade, quem teria que ser campeão era o Inter, que teve (disparado!) a melhor campanha daquele ano. Absolutamente injusto!!!

    Bem, uma vez definida as regras (que, na minha opinião, são justas e coerentes), vamos à tabela do brasileirão, series A e B:
    Antes de tudo, o campeonato teria que ter dois turnos. Isso mesmo! Dois turnos, objetivando aumentar consideravelmente a emoção. A fórmula dos dois turnos é perfeita e deveria ser utilizada em todos os campeonatos estaduais, além do brasileirão, é claro.

    PRIMEIRO TURNO, que valeria uma vaga para a grande final e a entrega do troféu PELÉ, uma justa homenagem ao Rei do Futebol.
    Primeira fase: dois grupos, com 10 times em cada. Grupo A e Grupo B, por exemplo. Caberia à CBF definir como os grupos seriam formados. Os times jogariam entre si, com jogos só de ida. Uma vez concluídos todos os jogos, seriam classificados para as quartas-de-final os 8 times com as melhores campanhas. Vejam bem! Eu não falei os 4 melhores de cada grupo. Fui bem claro! Os 8 times com as melhores campanhas. O que isso significa? Simplesmente que, do Grupo A, por exemplo, podem se classificar 5 times e, do Grupo B, somente 3. Ou, se coincidir, 4 de cada grupo. Os jogos é que definirão isso.
    Quartas-de-final: quatro grupos, com dois times em cada. O famoso “mata-mata”. Os times jogariam entre si, dentro dos grupos, com jogos de ida e volta. O de melhor campanha enfrentaria o com a oitava melhor campanha e assim sucessivamente. Os times com as melhores campanhas jogariam por dois empates ou por dois resultados iguais e com a segunda partida em casa.
    Semifinal: dois grupos, com dois times em cada. Os times jogariam entre si, dentro dos grupos, com jogos de ida e volta. O de melhor campanha enfrentaria o com a quarta melhor campanha e assim sucessivamente. IMPORTANTE: para a definição das campanhas, tem que se levar em consideração os pontos obtidos na primeira fase e nas quartas-de-final. Entenderam? Ou seja, é necessário que se some os pontos obtidos na primeira fase com os obtidos nas quartas-de-final. Dessa forma, evitar-se-ia aquela sensação de que o time não estaria jogando outro campeonato, como ocorre atualmente, mundo a fora. O critério continua o mesmo: os times com as melhores campanhas jogariam por dois empates ou por dois resultados iguais e com a segunda partida em casa.
    Final do turno: um grupo, com dois times. Quem jogará por dois empates ou por dois resultados iguais e com a segunda partida em casa? Obviamente que o time que somar o maior número de pontos nas fases anteriores: primeira fase, quartas-de-final e semifinal. Lógico e justo!
    SEGUNDO TURNO, que valeria uma vaga para a grande final e a entrega do troféu JOÃO HAVELANGE, uma justa homenagem ao homem que transformou o futebol nesse grandioso espetáculo financeiro e televiso.
    Primeira fase: idem ao primeiro turno.
    Quartas-de-final: idem.
    Semifinal: idem.
    Final do turno: idem.
    GRANDE FINAL: os times que venceram os turnos se enfrentam, em duas emocionantes partidas. O critério continua o mesmo: o time com a melhor campanha (somados os pontos de todos os jogos, nos dois turnos, inclusive dos “mata-mata”) jogaria por dois empates ou por dois resultados iguais e com a segunda partida em casa.
    Obviamente que, caso um time conquiste os dois turnos, sagrar-se-á automaticamente campeão da competição.
    E não terminou ainda. Ao mesmo tempo em que os jogos das Oitavas-de-final do segundo turno estarão acontecendo, outro torneio de “mata-mata” também ocorrerá. Trata-se do que chamarei de “mata-mata” da morte, com os 8 piores times da competição. Com isso, nada mais, nada menos que 16 equipes estariam jogando (jogo decisivos e emocionantes e com os estádios lotados!), para definir sua sorte, enquanto que somente 4 equipes estariam de férias.
    Para o “mata-mata” da morte, somam-se os pontos obtidos pelas 20 equipes em todos os jogos, aí incluídos os turnos e os “mata-mata”. As 8 equipes com as piores campanhas, independentemente dos grupos em que estiverem (isso significa dizer que podem entrar 5 equipes de um grupo e 3 de outro, por exemplo, e não 4 de cada grupo, como seria o que vocês chamariam de normal, mesmo não sendo), estariam no “mata-mata” da morte. A equipe com a pior campanha enfrentaria a equipe com a oitava pior campanha, em dois jogos, e assim sucessivamente. O critério continua o mesmo: os times com as melhores campanhas jogariam por dois empates ou por dois resultados iguais e com a segunda partida em casa. Quem perder, cairia para a divisão inferior.

    Pronto. Com a tabela acima, poderemos salvar o futebol brasileiro.
    Fuuuiii

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s